28 de Outubro 16:57
105 pessoas são presas no Rio por crime eleitoral

O maior número foi registrado em São Gonçalo – segundo maior colégio eleitoral do estado

  • Divulgação Chega a 105 o número de pessoas presas por crime eleitoral no Rio
  • Rio de Janeiro - Chega a 105 o número de presos por crime eleitoral no estado do Rio. De acordo com o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), Luiz Zveiter, o maior número foi registrado em São Gonçalo – segundo maior colégio eleitoral do estado, com 47 presos até o momento. Entre eles estão o vereador do PDT Marcelo Amendoim, flagrado transportando eleitores do candidato a prefeito Adolpho Konder (PDT).

    Além disso, segundo o presidente do TRE-RJ, o 3º sargento da Polícia Militar Hércules Constâncio foi preso pela juíza Daniela Barbosa com R$ 10.450 e material de propaganda do candidato a prefeito pelo PMDB, Washington Reis.

    “Ele foi pego com duas listas de pagamentos: uma de anistia de gatonet [serviço ilegal de TV a cabo] e outra de compra de voto. Ele é réu da Operação Duas Caras que investiga milicianos”, disse o presidente do TRE-RJ que informou também que a prisão foi feita após denúncia anônima.

    Ele foi enviado para a 59ª Delegacia de Polícia, em Caxias, e pode responder por crime de compra de votos. Em São Gonçalo, 47 pessoas foram presas; em Duque de Caxias, 25; Niterói, 19; Belford Roxo, quatro; Nova Iguaçu, oito e em Petrópolis, duas.

    No total, 36 urnas precisaram ser substituídas no estado neste segundo turno – 12 equipamentos em Duque de Caxias, quatro em Belford Roxo, sete em São Gonçalo, quatro em Nova Iguaçu, duas em Volta Redonda e uma em Niterói. Em nenhuma seção eleitoral foi preciso adotar a votação manual.

    Flávia Villela - Agência Brasil

    deBrasília.com.br - todos direitos reservados ©
    Para anunciar: comercial@debrasilia.com.br    Tel:(61) 8150-0256
    Para envio de material/releases: contato@debrasilia.com.br
    Desenvolvido por MadMídia