28 de Maio 15:29
Rodrigo Britto será o presidente da CUT-DF

Ele afirmou que continuará a busca pela unidade nos próximos dias.

  • Ft.: Seeb-Bsb Plernária da Articulação Sindical referendou o nome de Rodrigo Brito para presidir a CUT-DF
  • Por Pricilla Beine
    Seeb-Bsb

    A plenária da Articulação Sindical elegeu, por aclamação, o dirigente bancário Rodrigo Britto para presidente da CUT-DF. A decisão, tomada pelos delegados da corrente eleitos para o Cecut na reunião realizada no domingo (27), reflete o desejo da classe trabalhadora do DF e Entorno e dos seus representantes em mais de 70 sindicatos e a necessidade de renovação e fortalecimento da Central que vêm sendo debatidos nos últimos meses.

    Apesar de todos os esforços, nos últimos dois meses, de Rodrigo Britto e seus apoiadores de construir uma chapa de consenso, o desinteresse do outro lado em construir a unidade da ArtSind fez com que a decisão sobre quem ocuparia o cargo da presidência fosse levada a voto. Em uma atitude antidemocrática, mesmo sabedores há semanas que eram francamente minoritários para indicar o presidente, o candidato José Eudes e seus apoiadores abandonaram o encontro quando sua proposta de não votar foi reprovada pela plenária, cujos delegados foram eleitos pelas bases e têm legitimidade e representatividade para decidir. Essa minoria, numa tentativa final, quis até estender o mandato de Eudes, proposta obviamente rejeitada pela plenária.

    Segundo o secretário de Organização da CUT Nacional e integrante da coordenação da ArtSind-DF, Jacy Afonso de Melo, “a decisão de não prorrogar o debate sobre o cabeça de chapa é importante para não comprometer o debate que será realizado no Cecut nesta semana”. “Além disso, Rodrigo Britto foi eleito por aclamação pela Articulação que é a corrente majoritária da Central para ser o presidente da CUT-DF. Agora, nós ainda temos muito que debater em relação às bandeiras e estratégias de organização e de lutas. É o futuro da CUT-DF que está em jogo. Por isso, precisamos que todos os participantes do Congresso estejam focados nisso, não em disputas pela presidência”, explicou.

    O candidato eleito para presidir a CUT-DF, Rodrigo Britto, afirmou que continuará a busca pela unidade nos próximos dias. Segundo Britto, essa é a única forma de existir uma Central verdadeiramente unida e forte. “Vamos continuar trabalhando para termos dentro da CUT os melhores quadros do movimento sindical, independentemente da candidatura que tenham apoiado para a presidência. Queremos construir uma chapa única porque é assim que retomaremos o trabalho combativo da Central Única dos Trabalhadores que esteve adormecido”, disse.

    Os debates para formação da chapa terão continuidade para se construir uma diretoria forte e atuante até quinta-feira. Além do presidente, a outra vaga já de consenso na Articulação é a da Secretaria de Administração e Finanças, que será ocupada pelo representante indicado pelo ramo de Comércio e Serviços (Fetracom), Julimar Roberto de Oliveira. Até a véspera da plenária essa secretaria foi cobiçada pela minoria.

    O trabalho que será realizado a partir de agora é para que exista uma chapa única, inclusive com representantes da parcela que abandonou a plenária da Articulação, e com todas as correntes minoritárias da CUT. Rodrigo Britto encabeçará a chapa que será referendada no 12º Cecut, que acontece entre os dias 31 de maio, 1 e 2 de junho, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

    deBrasília.com.br - todos direitos reservados ©
    Para anunciar: comercial@debrasilia.com.br    Tel:(61) 8150-0256
    Para envio de material/releases: contato@debrasilia.com.br
    Desenvolvido por MadMídia