07 de Abril 20:03
Governo do Rio determina que órgãos estaduais deem “todo apoio” a Teresópolis

O Inea e a Secretaria de Obras forneceram máquinas para auxiliar o trabalho de limpeza e desobstrução de ruas e avenidas dos bairros mais afetados. O Corpo de Bombeiros enviou 30 homens que atuam na capital para reforçar a equipe, que agora conta com 150 militares.

Rio de Janeiro - O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, determinou que os órgãos estaduais deem “todo o apoio” ao município de Teresópolis, atingido por um temporal que provocou a morte de cinco pessoas, além de deixar uma desaparecida, 15 feridas e 414 desalojadas.

O secretário de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, coronel Sérgio Simões, está em Teresópolis coordenando as ações de auxílio ao município.

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e a Secretaria de Obras forneceram máquinas para auxiliar o trabalho de limpeza e desobstrução de ruas e avenidas dos bairros mais afetados. O Corpo de Bombeiros enviou 30 homens que atuam na capital para reforçar a equipe, que agora conta com 150 militares.

O subsecretário de Estado para a Reconstrução da Região Serrana, Affonso Monnerat, trabalha para conseguir mais máquinas e equipamentos de limpeza. O trabalho será auxiliado por funcionários da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb). Quatro geólogos do Departamento de Recursos Minerais (DRM) foram enviados para a região para orientar os trabalhos.

As informações do governo confirmam que, até a manhã deste sábado, cinco corpos foram resgatados. As vítimas são uma adolescente de 14 anos, dois homens e duas mulheres. Segundo a Polícia Civil, todos já passaram por necropsia e aguardam parentes para a liberação. As equipes do Instituto Médico-Legal (IML) e do Instituto Félix Pacheco também foram reforçadas.

O coronel Sérgio Simões se reuniu com o prefeito de Teresópolis, Arlei Rosa, para definir ações emergenciais, como a assistência à população desalojada, a limpeza da cidade e a assistência funerária. Após um sobrevoo, Simões e o presidente da Empresa de Obras Públicas (Emop), Ícaro Moreno Júnior, que também está na cidade, avaliarão as condições das áreas afetadas.

A Defesa Civil do estado enviou 600 colchonetes, lençóis e cobertores ao município, além de um carro-pipa do Corpo de Bombeiros, com 30 mil litros de água, para auxiliar na limpeza das ruas. Em parceria com a prefeitura, a instituição está convocando voluntários e solicitando a doação de cestas básicas, colchonetes e roupa de cama.

“Até o momento, não há problemas com o abastecimento de água, mas equipes da Cedae [Companhia Estadual de Águas e Esgotos] estão de plantão monitorando as redes para evitar qualquer falha”, destaca a nota do governo do estado.

Em Nova Friburgo, cidade também atingida pela chuva, as equipes da Defesa Civil continuam monitorando toda a região. No município, nas últimas 24 horas, o volume de chuva ficou entre 40 e 90 milímetros (mm), enquanto o esperado para todo o mês de abril era 72,3mm.

O governo lembra, na nota, que o Inea emitiu alerta máximo para alguns rios, que transbordaram devido ao grande volume de chuva. Um pequeno deslizamento foi registrado na RJ-142, que liga os distritos de Mury e Lumiar, além da queda de uma árvore. A via ficou liberada em meia pista para que os homens do 6º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM) pudessem retirar a lama e permitir a passagem de veículos.

Fonte - Agência Brasil

deBrasília.com.br - todos direitos reservados ©
Para anunciar: comercial@debrasilia.com.br    Tel:(61) 8150-0256
Para envio de material/releases: contato@debrasilia.com.br
Desenvolvido por MadMídia