05 de Abril 19:20
Operação Semana Santa começa com reforço nos pontos críticos das rodovias

A inspetora Marisa Dreys, relações públicas da Polícia Rodoviária Federal no RJ, recomenda que os motoristas permaneçam atentos na estrada, principalmente nas ultrapassagens, já que, em muitos casos, quando eles desrespeitam a sinalização, acabam se envolvendo em acidentes frontais.

Rio de Janeiro – Com reforço no efetivo em locais estratégicos, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou hoje (5) a Operação Semana Santa, para combater casos de embriaguez ao volante e coibir as condutas de risco dos motoristas nas rodovias federais do país. A ação termina à meia-noite de domingo (8). Cerca de 9 mil policiais participam da operação que cobre os mais de 67 mil quilômetros da malha rodoviária federal.

No Rio de Janeiro, houve aumento de 20% no efetivo, entre policiais de folga e agentes de outras regiões chamados para o patrulhamento das estradas.

De acordo com a relações públicas da Polícia Rodoviária Federal no Rio de Janeiro, inspetora Marisa Dreys, para o feriado, foi feito um reposicionamento dos agentes, levando em consideração os principais pontos críticos de congestionamento e de ocorrência de acidentes. Segundo Marisa, a Ponte Rio-Niterói e a BR-101 são exemplos desses pontos, em função da grande circulação de veículos que trafegam pelo local com destino à Região dos Lagos.

A inspetora recomenda que os motoristas permaneçam atentos na estrada, principalmente nas ultrapassagens, já que, em muitos casos, quando eles desrespeitam a sinalização, acabam se envolvendo em acidentes frontais. "Nesse caso, até mesmo vias simples acabam sendo rodovias mais perigosas", disse ela.

Para uma viagem segura, antes de sair, os condutores devem fazer uma revisão nos veículos, sem esquecer de observar a condição dos pneus, e abastecê-los. "A recomendação inicial é aquela olhada bastante básica nos pneus, que estejam em boas condições e devidamente conservados para uma viagem longa", ressaltou Marisa. O carro deve ser abastecido ainda na cidade, para evitar nervosismo e ter que procurar, de última hora, um posto de gasolina, com risco de acabar cometendo alguma infração ao entrar no local, completou.

Fonte - Agência Brasil

deBrasília.com.br - todos direitos reservados ©
Para anunciar: comercial@debrasilia.com.br    Tel:(61) 8150-0256
Para envio de material/releases: contato@debrasilia.com.br
Desenvolvido por MadMídia