02 de Abril 07:52
Caminhão da Mulher faz 1,1 mil exames

Após passar por Ceilândia, a Unidade Móvel de Saúde da Mulher agora está em Taquara, área rural de Planaltina.

A Unidade Móvel de Saúde da Mulher no Distrito Federal, inaugurada em 8 de março pelo governador Agnelo Queiroz, já realizou mais de mil exames entre ultrassonografias, mamografias e citológicos, também conhecidos como preventivos ou Papanicolau. Na primeira localidade onde atendeu, o Condomínio Pôr do Sol, em Ceilândia, foram feitos 1.176 exames, sendo 387 mamografias, 429 ultrassonografias e 360 preventivos. O caminhão da Saúde esteve na cidade entre 12 e 23 de março. Desde a segunda-feira (26), ele recebe a população feminina de Taquara, área rural de Planaltina.

Os números, segundo Agnelo Queiroz, demonstram os benefícios da unidade itinerante. “O caminhão facilita o acesso a exames para diagnosticar as doenças que mais matam as mulheres: o câncer de mama e o de colo do útero”, destacou.

Em Ceilândia, 82 das 429 ultrassonografias realizadas registraram anormalidades, entre elas útero miomatoso (existência de miomas) e cistos no ovário. Os resultados das mamografias e dos preventivos já foram entregues às pacientes, mas a Secretaria de Saúde do DF ainda não relacionou os casos mais diagnosticados. Todas as mulheres que apresentaram alterações nos exames foram encaminhadas para áreas médicas específicas da rede pública do DF. “De lá, os médicos avaliam se essa mulher deve ir para o hospital ou indicam o tratamento que deve ser feito”, explicou a subsecretária de Atenção Primária à Saúde, Rosalina Aratani.

Respeito à mulher

Os resultados dessa iniciativa, ressaltou Rosalina Aratani, comprovam que o GDF está cumprindo a meta de democratizar o acesso da população à saúde. “O objetivo da carreta é atender a mulheres de setores rurais e de áreas periféricas das cidades. Temos cumprido esse papel de forma satisfatória”, afirmou.

O Caminhão da Saúde está em Taquara, área rural de Planaltina, desde a segunda-feira (26). No primeiro dia de atendimento, foram realizadas 40 ultrassonografias e 40 mamografias, além de exames preventivos. Ele fica até a próxima quinta-feira (5/4) no local, com equipe formada por um médico, um enfermeiro, dois técnicos em radiologia e uma recepcionista por turno.

O atendimento é feito de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h. No início da manhã, são distribuídas as senhas de atendimento daquele turno. No começo da tarde, o procedimento se repete. Por dia, são realizadas 40 mamografias, 50 ultrassonografias e 40 exames de Papanicolau. Do total de vagas oferecidas, 80% são reservadas às moradoras da região onde a unidade estiver instalada.

Agenda

A próxima parada da Unidade Móvel de Saúde da Mulher será no Itapoã, a partir de 9 de abril. A previsão é de que ela fique na cidade durante três semanas. As mulheres interessadas em fazer os exames devem apresentar no local os documentos pessoais e comprovante de residência. 


Para fazer a mamografia, a paciente deve ter 40 anos ou mais e o pedido médico. O Papanicolau não possui pré-requisitos, mas é feito, preferencialmente, em mulheres que tenham se submetido a ele há mais de um ano.

Fonte - Agência Brasília 

deBrasília.com.br - todos direitos reservados ©
Para anunciar: comercial@debrasilia.com.br    Tel:(61) 8150-0256
Para envio de material/releases: contato@debrasilia.com.br
Desenvolvido por MadMídia