06 de Julho 18:31
Homem escapa do Boko Haram e morre por racismo na Itália

Ele tentava defender a esposa, alvo de ataques racistas

Da Ansa
- Agência Italiana de Notícias

Emmanuel Chidi Namdi, um imigrante nigeriano que morava em Fermo, na Itália, morreu após ser golpeado com uma barra de ferro quando defendia sua esposa de injúrias racistas.

O caso comoveu a Itália. Segundo a imprensa local, o agressor de 34 anos, que foi preso, era um fanático do time de futebol Fermana, conhecido por sua violência.

Namdi, de 36 anos, e sua esposa chegaram à Itália após conseguirem escapar de um ataque do grupo fundamentalista Boko Haram em uma igreja cristã na Nigéria, quando morreram seus pais e sua filha.

Na última terça-feira, dia 5, ele foi severamente golpeado quando tentava defender a esposa, Chinyery, de 24 anos, após o homem tê-la insultado com ofensas racistas enquanto caminhavam pelas ruas da cidade. O casal chegou em setembro a Fermo, após desembarcar em Palermo, na Sicília, depois de uma perigosa travessia do Mar Mediterrâneo, vindos da África, e viviam com auxílio de entidades religiosas.

Segundo fontes do governo, o premier da Itália, Matteo Renzi, lamentou o episódio.

deBrasília.com.br - todos direitos reservados ©
Para anunciar: comercial@debrasilia.com.br    Tel:(61) 8150-0256
Para envio de material/releases: contato@debrasilia.com.br
Desenvolvido por MadMídia