22 de Março 07:15
Desta vez, terror ataca e mata em Buxelas

A capital da Bélgica é alvo na manhã desta terça-feira (22) de uma série de explosões no principal aeroporto da cidade e em pelo menos duas estações de metrô do centro da cidade - Maelbeek e Schuman -, no bairro onde ficam as sedes das instituições europeias. Uma terceira estação do metrô teria sido atingida, a de Arts-Loi, todas na mesma linha. A TV pública belga informou que uma das explosões no aeroporto foi um atentado suicida.

  • Ft.: Reuters/ Francois Lenoir/ RFI Explosão no hall de embarque do aeroporto belga de Zaventem
  • Da RFI
    - Rádio França Internacional

    O governo elevou o nível de alerta terrorista que estava em 3 para 4, o grau máximo. O primeiro balanço de vítimas aponta para 13 mortos e 35 feridos, segundo fontes hospitalares citadas pela rede pública de rádio e TV RTBF. Há movimento de pânico no centro da cidade.

    O aeroporto internacional Zaventem de Bruxelas foi alvo de duas explosões pouco antes das 8h locais (4h em Brasília). A primeira explosão aconteceu próxima de uma das pistas, na área externa do hall. Uma segunda explosão atingiu o balcão de embarque da companhia americana American Airlines. Uma parte do teto desabou. Testemunhas disseram ter ouvido tiros e gritos em árabe, antes das deflagrações.

    Os passageiros foram retirados, uma parte deles encaminhada para uma das pistas do aeroporto. Fotos e imagens de vídeo divulgadas pela imprensa europeia, tiradas de dentro do aeroporto, mostram uma grande destruíção no hall de embarque e várias pessoas fugindo com suas bagagens. As explosões acontecerem em uma hora de muito movimento no aeroporto, que fica em uma região de língua flamenga.

    O aeroporto foi imediatamente fechado. Saídas e chegadas de aviões foram canceladas e voos tranferidos para o aeroporto de Liège. O plano catástrofe foi acionado. Ele prevê a intervenção de forças de segurança e de resgate para atendimento às vítimas. Muitos foram encaminhados para hotéis nos arredores do aeroporto. O tráfego ferroviário de ligação para o aeroporto foi interrompido.

    Essas explosões acontecem quatro dias depois da operação realizada na comunidade de Molenbeek, onde o coautor dos atentados de novembro em Paris foi detido. O serviço secreto da Bélgica teria recebido ontem um alerta iminente de atentado.

    Todos os hospitais da região estão mobilizados. As escolas foram fechadas e o exército está nas ruas. Os ônibus foram recolhidos aos terminais e o metrô foi evacuado.

    deBrasília.com.br - todos direitos reservados ©
    Para anunciar: comercial@debrasilia.com.br    Tel:(61) 8150-0256
    Para envio de material/releases: contato@debrasilia.com.br
    Desenvolvido por MadMídia