08 de Maio 08:12
Paris Saint-Germain é bicampeão; brasileiros convocados têm comemoração dupla

O que fica demonstrado nos últimos anos é que o PSG se tornou uma equipe forte demais em relação a seus concorrentes franceses

  • Ft.: RFI/Pierre René-Worms Jogadores do time parisiense celebraram o título mesmo com derrota
  • Por Elcio Ramalho
    Da RFI *

    O Paris Saint-Germain decepcionou de alguma forma a sua torcida, conquistando ontem à noite o bicampeonato francês com uma derrota por 2 a 1 em casa para o Rennes, graças a uma combinação de resultados. Já os brasileiros Thiago Silva e Maxwell, que mais cedo haviam sido convocados por Felipão para a Copa do Mundo, comemoraram duplamente.

    Após a partida, Maxwell contou que não conseguiu dormir à tarde, na concentração, por causa da ansiedade para a convocação. “O Thiago Silva me chamou para o seu quarto na concentração e assistimos à convocação juntos. Foi uma alegria enorme. Não existe palavra que possa traduzir o que senti. Tenho que agradecer a Deus e às pessoas que estiveram sempre do meu lado.”

    Na partida, foram cinco brasileiros em campo no PSG: Thiago Silva, Alex, Marquinhos, Lucas e Maxwell. O técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, havia testado quatro destes jogadores, com exceção de Alex. Felipão já havia adiantado que Thiago Silva seria o capitão e confirmou Maxwell na Copa do Mundo

    Por outro lado, o ex-são paulino Lucas ainda tinha bastante expectativa de ser convocado, já que havia sido campeão com o Brasil na Copa das Confederações, mas acabou ficando de fora. Lucas estava visivelmente abatido após a partida: “Eu estava com muita esperança. Acabei recebendo a notícia pelas pessoas, não quis assistir. Depois recebi o apoio de muitas pessoas por mensagem. Foi uma mistura de sentimentos: à tarde a não convocação para a seleção e à noite o título do Campeonato Francês. Sou jovem ainda, tenho muita coisa pela frente, a vida continua, agora é comemorar esse título e esperar o momento de ir para o Brasil de férias e torcer pelos meus companheiros.”

    A partida

    O PSG entrou em campo já como bicampeão francês, já que, na partida ocorrida mais cedo, o Mônaco empatou em 1 a 1 com o Guingamp. Com isso, a duas rodadas do fim do campeonato, não poderia mais alcançar o PSG e seus 83 pontos.

    O time parisiense começou bem, marcando aos três minutos com Lavezzi, em um momento de muita emoção para a torcida que cantava nas arquibancadas. Tudo parecia caminhar para uma vitória fácil do PSG, mas o time acabou sendo surpreendido pelo Rennes, que luta contra o rebaixamento e mostrou que veio disposto a não ser somente um coadjuvante na festa.

    A primeira pressão do Rennes veio aos 16 minutos, quando o goleiro parisiense Sirigu defendeu a bola do atacante português Nelson Oliveira. Mas três minutos depois, o Rennes acabou empatando a partida em uma nova falha de marcação do PSG, com Kadir. O time visitante virou o jogo ainda no primeiro tempo, aos 27 minutos, em uma cobrança de falta de Ntep. O resultado do primeiro tempo acabou persistindo até o final.

    PSG ficou grande demais

    A grande preocupação do Campeonato Francês é que haja a partir de agora uma predominância muito grande do PSG, que pertence já há alguns anos a um pool de investimentos do Qatar, que investiu muito dinheiro na contratação de grandes nomes como o capitão da equipe, o brasileiro Thiago Silva, o sueco Ibrahimović e o uruguaio Cavani. Os investimentos do PSG, de uma certa forma, deram muito resultado e o com isso o time tem ambição de se tornar um dos grandes europeus, tendo chegado dois anos consecutivos nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa, que é a ambição maior do clube.

    O que fica demonstrado nos últimos anos é que o PSG se tornou uma equipe forte demais em relação a seus concorrentes franceses. Apenas neste ano é que o Mônaco, que está sendo dirigido por tem um milionário russo, parece ter se tornado um adversário, pelo menos financeiro, à altura do PSG. Espera-se que o time de Paris possa dominar o futebol francês como o Lyon fez na década passada.

    * Rádio França Internacional

    deBrasília.com.br - todos direitos reservados ©
    Para anunciar: comercial@debrasilia.com.br    Tel:(61) 8150-0256
    Para envio de material/releases: contato@debrasilia.com.br
    Desenvolvido por MadMídia