11 de Março 12:10
Ação recolhe 200 faixas de publicidade irregular

Trabalho é realizado pelo menos uma vez por semana, para evitar que material atrapalhe a visão de motoristas

  • Aucilene Carvalho/SEOPS
  • Foram apreendidas nessa segunda-feira (10) 200 faixas de publicidade que haviam sido afixadas sem autorização nos canteiros centrais de vias públicas. Entre os locais fiscalizados estão Núcleo Bandeirante, Recanto das Emas, Gama e Santa Maria.

     

    "É um trabalho que realizamos pelo menos uma vez por semana porque, além de deixarem a cidade feia, muita vezes elas atrapalham a visão dos motoristas, o que pode, inclusive, provocar acidentes", alertou o subsecretário de Operações da Seops, Carlos Alencar.

     

    A maior parte das faixas ilegais recolhidas, 59, nessa segunda-feira foi retirada no setor Ponte Alta, do Gama. A maioria eram anúncios imobiliários. Nas principais vias da cidade, os agentes da Seops recolheram mais 31.

     

    Houve apreensão de faixas e placas também na Estrada Parque Núcleo Bandeirante, 37, na DF-001, 29, e na DF-290, 44.

     

    Ao término da ação, a publicidade ilegal foi levada para uma cooperativa de reciclagem, onde foram trituradas. O material resultante da destruição será reaproveitado na fabricação de móveis sustentáveis.

     

    LEGISLAÇÃO - A afixação de publicidade e propaganda em área pública depende de autorização, que pode ser obtida na administração regional da cidade onde se pretende instalar o objeto. Se houver previsão dessa autorização no Plano Diretor de Publicidade local, o órgão poderá emitir licença com validade de até sete dias.

     

    Vale ressaltar que caso os responsáveis pela publicidade irregular sejam identificados cada um pode pagar multa que varia entre R$ 400 e R$ 1,2 mil.

     

    Fonte: Agência Brasília

    deBrasília.com.br - todos direitos reservados ©
    Para anunciar: comercial@debrasilia.com.br    Tel:(61) 8150-0256
    Para envio de material/releases: contato@debrasilia.com.br
    Desenvolvido por MadMídia