19 de Fevereiro 11:05
Saúde implanta Unidades de Vigilância de Populações Expostas a Poluentes

Projeto tem foco no monitoramento de agravos respiratórios

  • Hmenon Oliveira / Arquivo
  • A Secretaria de Saúde do DF realizará, nesta quarta-feira (19), das 8h às 11h, no auditório da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs), a capacitação das equipes para operacionalização das Unidades Sentinela do "VIGIAR – DF", Programa de Vigilância de Populações Expostas a Poluentes.

     

    As Sentinelas são unidades físicas (unidades de saúde, hospitais e ambulatórios) e grupos de trabalho criados para realizar avaliações epidemiológicas quanto a repercussões da poluição atmosférica na saúde humana.

     

    A subsecretária de Vigilância à Saúde, Marília Cunha, destacou o caráter inovador do programa. "Vale ressaltar o pioneirismo do DF em conjugar as diretrizes da Saúde Ambiental, conforme o Ministério da Saúde, com foco no monitoramento de agravos respiratórios (asma, bronquite ou bronquiolite e infecção respiratória aguda- IRA) em crianças menores de 5 anos de idade, como também a notificação de pneumoconioses em trabalhadores na Região Administrativa da Fercal", afirmou.

     

    No DF, as primeiras unidades que executarão o programa serão as da Saúde da Família da Fercal, por representar área prioritária do "VIGIAR-DF". As Sentinelas devem ser implantadas, conforme recomendação do Ministério da Saúde, em locais onde exista monitoramento da qualidade do ar.

     

    A oficina será promovida pela Diretoria de Vigilância Ambiental em Saúde- DIVAL, Coordenação de Pneumologia/SAS e pelo Centro de Referência em Saúde do Trabalhador- Cerest – DF/SVS/SES-DF, com apoio do Hospital Universitário de Brasília- HUB.

     

    Fonte: Agência Brasília

    deBrasília.com.br - todos direitos reservados ©
    Para anunciar: comercial@debrasilia.com.br    Tel:(61) 8150-0256
    Para envio de material/releases: contato@debrasilia.com.br
    Desenvolvido por MadMídia